Seja bem-vindo
Arcoverde,21/05/2024

  • A +
  • A -

Crianças autistas participam de sessão de terapia com cães do Bope em Macapá

g1.globo.com
Crianças autistas participam de sessão de terapia com cães do Bope em Macapá


Ação foi realizada na manhã desta sexta-feira (28). Segundo o Creap, atividade chamada de cinoterapia promove diversos benefícios, como saúde física e mental dos pacientes. Atividade de cinoterapia em Macapá faz parte do projeto Melhor Amigo
José Eduardo Lima/g1
Crianças autistas receberam nesta sexta-feira (28) uma atividade terapêutica com cães do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar (PM) do Amapá.
A iniciativa ocorreu no Canil do Bope. O local fica situado no Comando Geral da PM, no bairro do Beirol, na Zona Sul de Macapá.
Segundo Mário Coimbra, coordenador de reabilitação do Creap, a atividade chamada de cinoterapia promove diversos benefícios, como a saúde física e mental dos pacientes.
"Os benefícios se dão através do contato e a troca de afeto; o prazer de rir brincar com um animal a sensação de bem-estar e conforto e, principalmente para a criança com autismo, os estímulos sensoriais físicos e emocionais que vão auxiliar na terapêutica que ele já realiza no Creap diariamente", disse o coordenador.
Valquíria Câmara acompanhou a filha durante as atividades
José Eduardo Lima/g1
Além de atender crianças com autismo, o evento ainda contou com a participação da pequena Daniela, que tem 1 ano de idade e é portadora da Síndrome de Down. A mãe dela, a fonoaudióloga Valquíria Câmara, falou sobre a importância do momento.
"O projeto, ele é muito importante porque ele traz é uma vivência diferente, né? E assim, você entra em contato com animais e isso estimula muito a criança, no desenvolvimento geral dela [...] é um momento que essas crianças dão o melhor de si", disse Daniela.
Colaboradores do Centro de Reabilitação durante a cinoterapia
José Eduardo Lima/g1
A ação faz parte do projeto Melhor Amigo, que iniciou em 2019, mas teve de ser interrompido no ano seguinte por conta da pandemia de Covid-19.
Após o fim das medidas restritivas, a cinoterapia com as crianças autistas retornou em 2023. Segundo Lino Medeiros, capitão do canil do Bope, a ideia é que a prática volte a ocorrer mais vezes este ano, mas a frequência será definida pelos profissionais de saúde.
"A ideia é permanecer numa constante esse trabalho", afirmou o capitão.
As atividades desta sexta foram realizadas em conjunto entre o Creap e o Bope.
Veja o plantão de últimas notícias do g1 Amapá




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.