Terça, 28 de Junho de 2022
25°

Pancada de chuva

Arcoverde - PE

Economia e-Commerce

Dia das Mães faz PMEs ganharem R$ 142 milhões no e-commerce

Os segmentos de moda, saúde e beleza e acessórios foram os destaques em vendas do período

23/06/2022 às 12h25
Por: ROBERTO CAVALCANTI Fonte: Agência Dino
Compartilhe:

Segundo a Nuvemshop, a partir do portal O Livre, o faturamento digital das pequenas e médias empresas (PMEs) no e-commerce avançou 6,8% no Dia das Mães deste ano ante o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 142 milhões.

Moda (R$ 54,3 milhões), saúde e beleza (R$ 11,36 milhões) e acessórios (R$ 11,3 milhões) foram os segmentos que mais tiveram vendas. Entre os produtos mais comercializados, estão camisetas e óculos de sol - os quais, inclusive, simbolizam mais de 8% do total vendido na data.

"Apesar dos desafios econômicos, o Dia das Mães continua sendo uma das datas mais relevantes para o varejo. E os números indicam que o mercado do e-commerce no Brasil segue aquecido, especialmente para os pequenos e médios negócios, que têm um potencial maior de alcance de novos clientes de todos os estados", aponta o especialista em e-commerce e gerente de desenvolvimento de plataforma da Nuvemshop.

Além disso, também se mostrou que os presentes estão 11% mais caros. Ao todo, 2,48 milhões de produtos foram comprados em lojas virtuais nas três semanas investigadas, possuindo um ticket médio de R$ 245,00. Em relação às formas de pagamento, o cartão de crédito foi o protagonista (53,9%); na sequência, aparece o Pix (18,2%) e os boletos (3,5%).

"A praticidade de compra e preços competitivos das lojas on-line se mostraram grandes atrativos para presentear as mães. Além disso, muitas empresas apostaram em coleções especiais de produtos para a data e em condições especiais de compra, como frete gratuito e descontos, para se destacar no ambiente digital e competir também com as lojas físicas", diz o especialista.

Os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro assumiram o topo do ranking de faturamento nacional da época - a pesquisa levou em consideração as vendas da semana do Dia das Mães, além das duas anteriores.

Setor de cuidados com o lar aumenta 300% no e-commerce

Ainda sobre e-commerce, responsável pela venda de diversos produtos, como berço de madeira e artigos para bebês, por exemplo, segundo pesquisa da Nuvemshop, a partir do portal Terra, o setor de casa e decoração avançou 300% em compras realizadas on-line entre 2019 e 2021. As PMEs do segmento tiveram um montante acima de R$ 200 milhões em faturamento no ano passado - isto é, o dobro do registrado em 2020. Assim, a expectativa para este ano é positiva.

"Espera-se que o setor continue crescendo em 2022, isso porque os consumidores já estão habituados a comprar on-line com preços competitivos do mercado e há pessoas que seguirão desenvolvendo algumas atividades em casa, como nos modelos de trabalho remoto e híbrido", apontou um dos responsáveis pela pesquisa.

Ele ainda acrescenta que janeiro deste ano mostrou um crescimento de 9% do faturamento no setor em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC) apontou que o lançamento de imóveis avançou 27% no ano passado em relação a 2020, registrando 153,7 unidades.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários