Terça, 28 de Junho de 2022
25°

Pancada de chuva

Arcoverde - PE

Política SAÚDE

Alepe contribui para destinação de R$ 30 milhões ao Hospital da PM

Alepe contribui para destinação de R$ 30 milhões ao Hospital da PM

22/06/2022 às 20h05
Por: REDAÇÃO - RENILTON BARROS Fonte: ALEPE
Compartilhe:
Alepe contribui para destinação de R$ 30 milhões ao Hospital da PM

A Alepe intermediou, junto à Secretaria Estadual de Fazenda e ao governador Paulo Câmara, investimentos da ordem de R$ 30 milhões no Hospital da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). A informação foi dada pelo presidente da Casa, deputado Eriberto Medeiros (PSB), durante a Reunião Plenária desta quarta (22). No encontro virtual, parlamentares também comentaram o fim da liminar que suspendeu despejos no País, a violência praticada contra a mulher e os festejos juninos.

Sobre os investimentos na unidade hospitalar da PM, Medeiros relatou que, durante uma visita ao local, foi constatada a necessidade de correções nos valores repassados pelo Estado à unidade. De imediato, foram marcadas reuniões com o secretário Décio Padilha e o governador, que resultaram em uma ampliação de R$ 650 mil para R$ 1,2 milhão na verba mensal destinada ao custeio do espaço. Também houve acordo para a liberação de emendas parlamentares e de créditos orçamentários para garantir a realização de reformas na unidade. 

“Nós tivemos a oportunidade de intermediar a autorização, pelo governador, de um recurso total de aproximadamente R$ 30 milhões. Ajudamos a construir pontes, mostrando a ele, que tem sensibilidade, a importância de atender à gloriosa família da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, profissionais que prestam um brilhante serviço aos pernambucanos”, disse Medeiros. 

Ainda de acordo com o parlamentar, houve autorização do chefe do Executivo para que se avance na instalação de um Colégio da PMPE em Caruaru (Agreste Central). O presidente da Alepe apontou a existência de um “vácuo” na região, uma vez que as duas unidades vinculadas à corporação hoje funcionam no Recife (Região Metropolitana) e em Petrolina (Sertão do São Francisco). 

Ainda segundo o parlamentar, já se iniciou a articulação com a Prefeitura e a Câmara de Vereadores do referido município para a doação de um terreno com esta finalidade. “Os filhos dos policiais e bombeiros e uma parte da sociedade do Agreste serão atendidos”, frisou.

Presidindo a reunião, o deputado Romário Dias (PL) parabenizou as medidas anunciadas: “Em boa hora, o governador está trabalhando com a ajuda da Alepe e de outras instituições para enaltecer os órgãos de segurança”, comentou. 

Despejos

DESPEJOS – Juntas pedem que TJPE suspenda ações e que Governo do Estado apresente planos de moradias populares. Foto: Nando Chiappetta

Também nesta quarta, a deputada Jô Cavalcanti, titular do mandato coletivo Juntas (PSOL), demonstrou preocupação com o fim da vigência, em 30 de junho, da liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu despejos e desocupações em áreas urbanas e rurais em razão da pandemia da Covid-19. A medida havia sido requerida em uma ação ajuizada pelo PSOL.

A parlamentar ressaltou que Pernambuco possui, atualmente, a maior taxa de desemprego no País, próxima a 20%, e que os trabalhadores, quando empregados, enfrentam rebaixamento salarial. Mencionou, também, que as chuvas nos meses de maio e junho resultaram em 129 mortes, 119 mil desalojados e mais de 9 mil desabrigados. 

Jô registrou, ainda, que no Estado onde mais de 17 mil famílias estão ameaçadas de despejo, há obras paralisadas e atraso na entrega de imóveis de programas habitacionais. “Pernambuco está entre os dez piores estados do País no que se refere à execução de políticas de habitação, de acordo com dados do Ministério da Integração”, enfatizou. “Recife é, também, a terceira pior cidade brasileira nas estatísticas de despejos forçados, além de ser a capital mais desigual”, reforçou.

Diante desse quadro, a psolista somou-se à campanha nacional Despejo Zero, que reivindica a suspensão dos despejos e remoções no Brasil. E repercutiu reivindicações de movimentos sociais para que o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) suspenda toda medida dessa natureza e que o Governo do Estado apresente planos de moradias populares, garantindo um piso de auxílio-aluguel no valor de R$ 500.

Defesa da Mulher

VIOLÊNCIA – Precisamos mudar a realidade do machismo, que mata tantas mulheres em nosso País”, defendeu João Paulo. Foto: Nando Chiappetta

O deputado João Paulo (PT), por sua vez, abordou o tema da violência de gênero. Os motes do pronunciamento foram a passagem do Dia Municipal em Memória às Vítimas de Feminicídio, estabelecido no Recife em 20 de junho, e as agressões contra a procuradora-geral do município de Registro (SP), Gabriela Samadello Monteiro de Barros. Sobre este caso, Romário Dias também se pronunciou pedindo punição imediata ao agressor.

Conforme noticiou o petista, Gabriela foi espancada a socos e pontapés pelo também procurador Demétrius Oliveira Macedo. A agressão, gravada por colegas, foi motivada por uma investigação interna, suscitada por denúncia dela, sobre o comportamento violento do profissional. 

O petista registrou que o Brasil é o quinto país com maiores taxas de homicídios de mulheres no mundo. E que em Pernambuco, de janeiro a maio de 2022, foram registrados 34 casos de feminicídio e 16.614 denúncias de agressões de homens contra as mulheres.

“Segundo o Fórum Brasieliro de Segurança Pública, o Brasil teve um estupro a cada dez minutos e um feminicidio a cada sete horas em 2021. Precisamos de mais luta para que a gente mude a realidade do machismo, que mata e oprime tantas mulheres em nosso País”, defendeu. O deputado do PT ainda parabenizou a Alepe por ter inaugurado, na última terça (21), uma iluminação especial do Palácio Miguel Arraes em homenagem ao Dia do Orgulho LGBTQIA+.

Festejos juninos

SÃO JOÃO – “A comemoração ocorre num País de contradições, onde faltam emprego e pão na mesa”, lamentou José Queiroz. Foto: Nando Chiappettajoã

Já o deputado José Queiroz (PDT) mencionou a celebração do São João no Nordeste, lamentando o contexto político e econômico em que ocorrerão os festejos. Ele mencionou o aumento nos preços dos combustíveis, a inflação acima de dois dígitos e a renúncia, na última segunda (20), do terceiro presidente da Petrobras indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. 

“O nordestino faz milagre. Apesar das dificuldades, acumulou todas as energias para descontar os dois anos que não celebrou o São João”, disse. “Mas a comemoração ocorre num País de contradições, em que o presidente não sabe o que quer, a Petrobras tem lucros estupendos para distribuir entre os acionistas e os brasileiros passam por enormes sacrifícios, pois faltam emprego e pão na mesa”, emendou. 

Pesar

Por fim, os deputados Romário Dias e Tony Gel(PSB) lamentaram a morte do cantor e compositor Paulo Diniz, aos 82 anos, no Recife. O músico, natural de Pesqueira, foi autor de sucessos entre os anos 1960 e 1980, como “Pingos de Amor”, “Um Chopp pra

Veja a íntegra da Reunião Plenária:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários