Domingo, 05 de Dezembro de 2021
21°

Pancada de chuva

Arcoverde - PE

Saúde COVID-19

Em Pernambuco, comprovante de vacinação será obrigatório para acesso a estabelecimentos públicos

Entrada nos locais vinculados ao Governo do Estado só será possível às pessoas que comprovarem estar completamente imunizadas contra a Covid-19

25/11/2021 às 23h10
Por: REDAÇÃO - RENILTON BARROS Fonte: GOVERNO DO ESTADO
Compartilhe:
Em Pernambuco, comprovante de vacinação será obrigatório para acesso a estabelecimentos públicos

A partir do dia 1º de dezembro, o acesso aos estabelecimentos públicos em Pernambuco só será possível com a apresentação do comprovante de vacinação com esquema completo contra a Covid-19. O decreto com todas as regras para cumprimento da norma será publicado nos próximos dias no Diário Oficial do Estado. O secretário estadual de Saúde, André Longo, explicou a nova medida durante coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (25.11).

 

“Apesar da estabilidade no cenário epidemiológico da Covid-19, registrada no Estado nas últimas semanas, não podemos ter a falsa sensação de que a pandemia acabou. A iniciativa tem como objetivo proteger a população e incentivar a vacinação de todos contra a doença”, ressaltou Longo.

 

Também participou da coletiva o secretário estadual de Planejamento e Gestão, Alexandre Rebêlo, que apresentou novas regras para o setor de eventos e para o funcionamento dos estabelecimentos de alimentação, válidas a partir da próxima segunda-feira, dia 29. “Os eventos passam a receber um público de até 7.500 pessoas, ou 50% da capacidade do espaço. Lembrando que continua sendo necessária a apresentação da comprovação do ciclo vacinal completo em locais acima de 300 pessoas. Bares e restaurantes poderão aumentar a capacidade das mesas para até 50 pessoas”, disse Rebêlo.

 

VACINAÇÃO – André Longo reforçou ainda a importância da imunização para evitar novas ondas da doença, como registram, atualmente, países do continente europeu. “Dados divulgados pelo Centro Europeu de Controle de Doenças apontam que os locais com maiores índices de vacinados estão registrando menos mortes, comprovando que as vacinas, além de seguras salvam vidas. O cenário que temos hoje é de uma pandemia em pessoas não totalmente vacinadas”, pontuou o secretário.

 

Segundo levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), 590.103 pernambucanos estão com a segunda dose da vacina contra o novo coronavírus em atraso, o que preocupa os especialistas. “Uma única dose não é o suficiente para garantir uma proteção robusta contra o vírus. Aqui em Pernambuco, por exemplo, 20% das pessoas internadas com a forma grave da Covid-19 estavam vacinadas com apenas uma dose. Além disso, 17% dos pacientes que vieram a óbito também se encontravam nas mesmas condições”, detalhou André Longo.

 

O secretário de Saúde convocou a população para tomar a dose de reforço. “As evidências apontam que, especialmente nas pessoas com idade mais avançada, o organismo vai perdendo a memória imunológica ao longo do tempo, o que diminui a proteção ao passar dos meses. É preciso reforçar o sistema. Nós já atingimos percentuais acima de 90% na segunda dose na população acima dos 60 anos. Agora, precisamos fazer o chamado para que essas pessoas aumentem a sua proteção com a dose de reforço”, explicou.

 

 

DADOS EPIDEMIOLÓGICOS – O cenário epidemiológico da Covid-19 em Pernambuco continua estável. Em relação aos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), o Estado registrou, na Semana Epidemiológica 46, 391 notificações, o que representa oito ocorrências a mais que o registrado na Semana 45 e 21 a mais que o total notificado na SE 44. Já nas solicitações por vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a Central Estadual de Regulação de Leitos registrou 262 pedidos na Semana 46, três a mais do que o total solicitado na semana anterior.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários